Prefeitura iniciará campanha contra Aedes aegypti - Notícias - Câmara Municipal de São Sebastião do Passé

Notícias

Prefeitura iniciará campanha contra Aedes aegypti

Prefeitura iniciará campanha contra Aedes aegypti

27 maio 2015




A Prefeitura de São Sebastião do Passé e a Secretaria de Saúde vão realizar no período de 08 a 12 de junho a Campanha contra o Aedes aegypti. A ação tem a finalidade de mobilizar toda a comunidade para que ela possa tomar os devidos cuidados e assim, evitar o surgimento de focos do mosquito, principal causador da Dengue, Chikungunya e da Doença Exantemática Indeterminada (DEI).

Um esquema especial foi montado para fiscalizar as casas. Haverá uma inspeção dos locais pelos agentes de endemias para verificar a existência de larvas e orientar aos moradores maneiras para combater o Aedes e um mutirão de limpeza nos bairros para retirada de lixo e entulho. Além disso, palestras serão feitas nas escolas para orientar os alunos as causas e consequências que o inseto traz.

No dia 08 do próximo mês, o serviço estará no Humildes. Dia 09 na IIIª Etapa da Urbis, e 10 na IVª Etapa da Urbis. Nos bairros do São Roque e no Centro a atividade acontecerá em 11 e 12 de junho, respectivamente. 

De acordo com a coordenadora de endemias, Sandra Balbuena, o maior problema no processo é a falta de entendimento da população sobre a própria atuação e o trabalho desenvolvidos pelos Agentes de Combate à Endemias (ACE). “A culpa do quadro do aumento das doenças é nossa. A responsabilidade é de todos. É importante que os moradores façam a limpeza rotineira em suas casas e permitam a atuação dos agentes”, afirma.

Diversas tarefas são realizadas na cidade pelos ACEs para reduzir e impedir o índice de transmissão das enfermidades.  O tratamento focal com o Piryproxifen, um produto que dificulta o desenvolvimento da larva, é feito a cada 40 dias, nas residências. Já o tratamento peri focal, com o inseticida Bendiocarb, responsável por matar o mosquito, é desenvolvido de mês em mês nos Pontos Estratégicos (PEs), nos ambientes que têm tendência para criar o Aedes.

Quando há notificação e/ou confirmação de casos da Dengue, da Chikungunya e da DEI, a equipe do ACE faz o bloqueio costal com o produto Malathion.

Além das tarefas descritas acima, a Vigilância Epidemiológica (VIEP) conta com os Núcleos de Educação Popular em Saúde (NEPS). Eles fazem palestras nos centros educacionais, empresas particulares, associações de moradores, dentre outras instituições, e visitam moradores que são resistentes às vistorias dos agentes explicando a importância dos cuidados diários para prevenir as doenças.

O Programa Municipal de Combate à Dengue (PMCD) também desenvolve mobilizações educativas na sociedade sebastianenses. O grupo é composto por 36 agentes, sendo 26 de campo, quatro supervisores, duas estatísticas, uma laboratorista e três NEPS. 

Na cidade, há 17 casos confirmados de Dengue. 154 notificações da DEI e 18 de Chikungynua. De março a maio, 51 bloqueios costais foram feitos nas ruas para evitar a proliferação do mosquito. 

Foto: Reprodução

Copyright 2022 © Todos os direitos reservados.